Digimon 3D&T Alpha: tópico ON

Avatar do usuário
the ga
Mensagens: 3043
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:34

Digimon 3D&T Alpha: tópico ON

Mensagem por the ga » 20 Dez 2013, 23:56

Episódio 1: Dawn and Dusk

Ano 20XX

Ciência. Tecnologia. O mundo digital gira na velocidade da transferência de dados, e os laços entre as pessoas se perdem. Cada um vivendo em seu próprio mundo ilusório. E a humanidade cada vez mais vira escrava de sua própria ferramenta. O mundo cheio de informação torna-se vazio de conhecimento.

Um novo sistema de satélites, chamado Arcadia, cobre o mundo com seu sinal, disponibilizando internet em velocidade e qualidade nunca antes vista por todo o planeta, e logo monopoliza o mercado digital. Crescendo descontrolada, essa rede encontrou e criou problemas muito mais rápido que é possível resolvê-los, culminando num evento que ficou conhecido como O Eclipse, durante o qual nenhum aparelho digital funcionou, em todo o planeta. O incidente durou exatamente uma hora e, durante o minuto final, um vulto sombrio apareceu em todos os monitores e falou por todos os auto-falantes:

“Preparem-se, humanos. Em sua tolice e arrogância, vocês despertaram um inimigo muito maior que poderiam imaginar. Sua provação está apenas começando”.

Apesar de quase impossível de abafar, de algum modo o incidente foi lentamente esquecido e, 10 anos depois, começa nossa história.

Estranhos bugs voltam a rondar a rede Arcadia, gerando reclamações e revolta dos usuários, enquanto a empresa nega qualquer defeito em seu sistema. Usando a Underworld, uma rede clandestina, testemunhas relatam o surgimento de estranhas criaturas no sistema, que desaparecem sem deixar rastros.

Surgido do nada, um MMO chamado Digital Duel toma de assalto o mercado, contando com milhões de jogadores ao redor do mundo, todos desejando se tornar o mais forte duelista. Muitos mergulham de cabeça no jogo, abandonando suas vidas.

Já no mundo real, as coisas não são nem um pouco mais fáceis. O clima enlouqueceu, enquanto cada vez mais os problemas digitais se tornam reais, quando alguns deixam sua personalidade “verdadeira” da internet tomar conta da realidade.

É o pôr-do-sol do último dia de primavera, mas ao mesmo tempo é a aurora de um novo mundo.
Naldo
Mais um dia enfadonho. Mais um dia de rotina, de repetição. Como um relógio, todo dia a mesma coisa. Se pudesse vender seu tédio, faria uma fortuna. Não existe NADA de interessante nesse mundo? Mas o outro, ah, esse sim tinha algo a oferecer.

E enquanto mergulhava nos jogos da Arcadia, mal notou a notificação de e-mail surgir no canto da tela. O assunto: “Liberdade”.

Normalmente esse e-mail iria direto pra lixeira, mas algo o atraiu nele. Ao abrí-lo, se deparou com uma daquelas mensagens clichês de “ajude a salvar o mundo” e “só você pode fazer isso”, mas no final, tinha uma pergunta interessante:

O que você deseja se encontra nesse mundo? Você é livre aqui?
( ) YES ( ) NO


Com um suspiro de cansaço, marcou NO sem hesitar. E o que aconteceu em seguida o surpreendeu. A imagem do monitor começou a chuviscar e se deformar, enquanto ruídos eletrônicos saíam pelo headset. Um vírus? Na Arcadia? Impossível.

A imagem se fixou numa tsunami, uma muralha de água furiosa, que se abriu revelando uma fenda de escuridão. Em seus ouvidos, o som de uma conexão discada explodia em seus ouvidos. Ele sentiu a imagem aumentando, puxando ele pra dentro de si. Foi sugado, arremessado pra dentro do turbilhão aos gritos.

Acordou deitado na areia, sentindo o sol quente no rosto. Olhando ao redor, se viu entre árvores tropicais verdejantes, e a brisa trazia o cheiro do mar. Ainda incapaz de processar bem sua situação absurda, viu caminhando na areia, um cachorro azul de luvas de boxe, carregando bolinhos de arroz nos braços. Mas o que diabos…?
Kyomaru
Na volta de mais um dia no dojô, enquanto o sol se punha, Kyomaru estava andando diante de uma loja de eletrônicos, as TVs de alta definição mostrando um programa sensacionalista qualquer. O apresentador falava sobre como os defeitos na Arcadia estavam ficando mais comuns, e sobre relatos desconexos de criaturas estranhas na rede.

Seu interesse por tais assuntos era pouco, mas parou para ouvir a entonação engraçada do apresentador. Logo em seguida, o assunto mudou para o tal jogo online que estava em alta no momento, e sua suposta relação com rituais de invocação satãnicos. Mas como o falante era outro, tinha perdido a graça.

Chegando em casa alguns minutos depois, e retirando os pesados pesos de treinamento, ligou o videogame. Começou uma partida online do jogo que havia chamado sua atenção nos ultimos tempos. Era um jogo de kendô, com uma fidelidade de técnicas e movimentos impressionante, e uma função de slow-motion muito boa para entender os movimentos dos personagens. Apesar do realismo, os inimigos do jogo eram todos zumbis e insetos gigantes.

Estava jogando no modo versus com um oponente particularmente complicado, quando recebeu uma mensagem pessoal de um nick que não conhecia, uma simples mistura de números e letras.

Curioso, pausou o jogo e abriu a mensagem, que dizia, em letras vermelhas, oferecer uma oportunidade de aventura única na vida, e que só ele poderia salvar o mundo. Devia ser propaganda da demo de algum jogo novo.

— “Digital World”, huh? Vou deixar baixando enquanto termino a partida.

Mas quando clicou, o que se seguiu foi uma enxurrada de cores e sons, enquanto sentia seu corpo ser puxado para o centro. Quando estava prestes a bater de cabeça na TV, desmaiou.

Acordou deitado contra um coqueiro, numa praia de areia branca. “Que sonho esquisito”, pensou. Olhando ao redor, viu duas coisas fora do comum. Deitada do lado oposto da árvore, uma garota de cabelo roxo dormia tranquilamente, e bem na sua frente, um dragão azul corria em sua direção, com lágrimas nos olhos, gritando.

— Kyomaruuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu! Eu te acheeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeiiiiiiiiiii!

Com um forte impacto, a criatura se jogou nele, abraçando-o com força.

Segundos depois, sentiu um baque do outro lado da árvore, e logo em seguida sentiu um coco cair em sua cabeça.
Kizô
Era a décima vez em menos de um dia que Kizô se perguntava se estava ficando louco. Estava falando com o computador. Ou melhor, com a criaturinha que tinha brotado em seu computador. Parecia um bichinho de pelúcia, mas tinha a língua bem afiada. A contragosto, ela aceitou o nome de Hikari, dizendo que era tão irônico que até combinava.

De qualquer maneira, ele recebeu um e-mail de alguém que alegava saber o que tinha acontecido. Dois, na verdade, e bastante contraditórios. O primeiro, de alguém chamado Masaki, dizia que o que tinha acontecido era um problema na transferência de dados, e que em algumas horas estaria tudo pronto para a viagem (?). O outro, da própria Corporação Arcadia, dizia que ela era um defeito no programa, instruindo ele a desconectar o PC da rede e desligá-lo, e aguardar a equipe que viria buscar a máquina. Prometiam resolver o problema em um dia e devolver o computador em perfeito estado. Que estranho.

Desde a chegada desse último, Hikari tinha entrado num silêncio de túmulo. Talvez estivesse desconfiada que ele a entregaria pra empresa, mas não tinha por quê. Ele estava começando a se afeiçoar àquela bola de pelos, sem falar na curiosidade por uma criatura tão exótica.

O sol se punha quando ouviu chamarem no portão do abrigo. Olhando pela janela, viu um furgão branco, com o logotipo da Arcadia na lateral, de onde saíram dois funcionários de macacão. Logo à frente, estava um carro preto estacionado, de onde saiu um homem corpulento de terno e gravata. Sua pele negra, cabeça raspada e óculos escuros remetiam a um guarda costas, muito mais que a um funcionário de uma empresa de computação.

O pátio estava muito quieto naquela hora, e ele pôde ouvir com clareza o que diziam.

— Olá. Nós somos o pessoal que veio buscar o computador defeituoso. Meu nome é Jonathan Smith. — disse ele, com uma voz grave e forte, enquanto entregava um cartão à senhora que tinha ido atender o portão.

— Defeito? — Ela perguntou, balançando a cabeça — Não tem defeito não, o computador é velho mais ainda funciona.

— Então não foram avisados? Aquele computador está com um vírus muito perigoso, precisamos consertá-lo imediatamente. Obviamente, o serviço sairá de graça.

— Ora, então entre, por favor.

O grupo entrou no prédio, sumindo de vista.

Talvez guiada por instinto, Hikari gritou, bem quando começaram a subir as escadas.

— Kizô, encoste no monitor agora!

— O que?

— Agora, sua anta! Tem que ser agora!

Kizô tocou o monitor, bem na hora em que a porta do pequeno escritório era aberta. Enquanto o homem de terno corria em sua direção, gritando para que se afastasse do computador, uma luz forte brilhou do monitor, e tudo ficou escuro.

Quando deu por si, estava deitado sob um céu estranho, colorido, pintalgado aqui e ali. Sentando-se, sentiu areia entre os dedos, e se viu numa praia paradisíaca.

Sentiu um toque macio no braço, e se virou. Ao seu lado, em toda sua irritação, estava Hikari.
Yukari
Depois de todo o drama da semana anterior, Yukari estava se sentindo terrivelmente cansada. Precisava encontrar um jeito de abaixar a tensão, ou ia acabar explodindo. Talvez dando umas pancadas no Kendô Zombie Crushers: Arthropod Revolution, pudesse se acalmar um pouco.

Jogando versus contra um desconhecido, sua estratégia de fintas estava funcionando, mas o cara era durão. Estava finalmente começando a se distrair, quando uma mensagem apareceu. No assunto, “Digital World”. Clicou em menos de um segundo.

A TV escureceu na hora, e o que parecia uma bocarra negra a engoliu.

Estava tirando um ótimo cochilo recostada num coqueiro quando algum gênio decidiu bater na árvore como se fosse um mastodonte, e um coco laranja caiu na sua cabeça.

Abrindo os olhos e esfregando o galo que se formava, olhou enquanto uma criatura peluda corria em sua direção, pulando nela como se fosse uma marreta. Ouviu os cocos do outro lado caírem no que soava como a cabeça de duas pessoas. *Toc, Toc*. Se virando, viu um garoto com um robe de kendô abraçado com um dragão azul.

Agora era oficial. Tinha pirado de vez.

Avatar do usuário
Keitarô
Mensagens: 1240
Registrado em: 09 Dez 2013, 19:58
Localização: Mahoyiga

Re: Digimon 3D&T Alpha: tópico ON

Mensagem por Keitarô » 21 Dez 2013, 09:35

Kizô

Tal qual como dizem que a vida passa diante de seus olhos quando se está perto de morrer, um pequeno filme de várias coisas acontecendo se passou pela mente do garoto quando este abriu os olhos e viu Hikari. Imagens de coisas boas, de sentimentos bons, mas também desespero, pânico. Eram cenas fortes, inspiradoras, e algumas desgraçantes, mas no fim o vídeo culminava com a vitória. A última imagem forma mais marcante — tinha certeza que estava sentado no chão sem um dos braços, mas à sua frente uma criatura humanoide com uma espada de justiça, que muito lembrava a ideia da Excalibur, o protegia e partia para defender o bem.

Estava ficando louco? Sua cabeça doía e, pelo que se lembrava, deveria estar sentado no quarto do computador do Abrigo onde vivia. Mas tudo que via era o mar, uma praia, o toque da areia reconfortante e a maciez do toque de Hikari. Não importava que ela estivesse brava, era indiscrítivel a sensação de vê-la, ali. Porque de certa forma havia uma sensação familiar vinda de Kizô para com a criaturinha — não sabia o que ela era, mas a nomeara e interagira bastante com ela nos últimos dias.

— Desculpe... a demora. Eu não ia te entregar, não devia ter se preocupado — coçou a cabeça fechando os olhos e então se espreguiçando, como se tivesse finalmente acordado para o mundo real. — Mas onde nós estamos, Hikari? A sensação que eu tive é que atravessei o computador, e isso é um pouco... improvável?

Mas provavelmente o improvável acontecera.

Avatar do usuário
Madoka
Mensagens: 3
Registrado em: 11 Dez 2013, 09:32

Re: Digimon 3D&T Alpha: tópico ON

Mensagem por Madoka » 21 Dez 2013, 15:05

Yukari

--AI! Ei, não se pode mais nem dorm... Não! Pare, pare, pare, PAAARE! AAAH! --com a criatura em cima de si, Yukari olha para o garoto -- socorro! HELP!

--Finalmente te achei!

--Que? Você fala? É, virar a noite jogando não faz bem, estou vendo alucinações, hahahahaha!-- com ambas as mãos, bateu em seu próprio rosto a ponto de marcá-lo.

--Você está bem?

--Claro, eu acordo em não-sei-onde e estou falando com um dragão. Um dia normal. --responde com ironia-- A menos que... --seus olhos se arregalaram-- Ei, dragão, isso é um mangá? Um jogo? Eu sou a personagem principal?

--Não, é o Digital World ou Digimundo.

--Peraí! Aqui é o Digital World?! Então Yuri está aqui?

--Quem é Yuri?

--Minha irmãzinha. Ah! --lembra do menino-- Eu sou Yukari Takamachi e não faço ideia de porque estou aqui.

--Dairyuu, um Dorumon. --também se apresenta-- E você está aqui para salvar esse mundo comigo.

--Então eu sou mesmo a personagem principal! Apesar de ser só um delírio...

--É real, esse mundo é real.

--Claro que é, agora fica quieto enquanto eu falo com os personagens secundários e pego a quest. Vocês são?
Imagem

Avatar do usuário
kaito sensei
Mensagens: 1589
Registrado em: 12 Dez 2013, 15:46
Localização: Cair Paravel - Nárnia
Contato:

Re: Digimon 3D&T Alpha: tópico ON

Mensagem por kaito sensei » 22 Dez 2013, 00:07

Kyomaru

Kyomaru acordou confuso, sua cabeça girava. Quando viu a criatura gritando e correndo para sua direção, foi tomado por um medo imenso, ficando tenso demais para discernir as palavras que a mesma pronunciava. O pequeno dragão o abraçava, e ele achava que se tratava de um ataque e que sua vida corria perigo. Por um momento olhou para trás e viu a garota deitada. "essa fera vai me devorar e depois pegar a garota de sobremesa, é meu dever protege-la... deve ter sido esta a grandeza que o destino me guardava...". todo esse pensamento heroico foi por água abaixo com a pancada do coco que o atingiu na cabeça, fazendo o apagar de novo, mas por um período bem curto de tempo. Acordou de novo, e lá estava o dragãozinho, só que dessa vez parado, ainda com lágrimas nos olhos. Desta distância Kyomaru pôde enxergar melhor a criatura, ver a expressão dela, ver que não se tratava apenas de uma fera irracioncal, mas de uma criatura com sentimentos, e que naquele momento, aparentava estar triste e preocupada.

- Q-quem é você?

- Me desculpa Kyomaru... eu estava muito ansioso pra te ver e acabei exagerando... meu nome é Dracomon!

- Como sabe meu nome? e como vim parar aqui... seja lá onde for...

- Calma Kyo... não sei como explicar direito... mas eu sinto que sempre te conheci e que sempre estive te esperando... você está no Digimundo!

A conversa dos dois é interrompida por yukari e dorumon. Kyomaru, ainda meio lento por causa da pancada, com a mão na fronte, responde.

- Izutani... Kyomaru... prazer, em conhece-la... ai minha cabeça...
Editado pela última vez por kaito sensei em 26 Dez 2013, 12:46, em um total de 1 vez.
Meu Blog: http://dojodokaitosensei.blogspot.com.br/
Boku No Hero, Brazil Hen FICHAS E STATUS GAME ON
Personagens atuais:

- Kai Sandragon - O Mago dos Elementos. - Cronicas Artonianas
- Linus Maxwell - O Preguiçoso Arquimago de Valkária - Werra Ataca
- Ikki, a Fênix - A Fênix que quase mata todos os parceiros constantemente - Disco dos Três
- Dr.Green - O Herói Cientista Louco Controlador de Plantas - Ex-Heróis

Avatar do usuário
Lance
Mensagens: 1621
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:34

Re: Digimon 3D&T Alpha: tópico ON

Mensagem por Lance » 23 Dez 2013, 14:27

Naldo

Abre um pouco os olhos, eles pareciam pesar toneladas. Olhando para cima ele pode ver o céu. Estranhamente a luz do sol não machuca seus olhos com aquela sensação de estar rasgando eles como quando a luz sol entra pela janela do seu quarto pela manhã. Era uma sensação diferente.

Esfrega com cada mão um olho, antes de abri-los totalmente. Sua cabeça doía, da mesma maneira q ficava doendo quando ele acordava após ter passado horas jogando no pc. Ao olhar ao redor percebe q esta em um lugar desconhecido. E estava de frente de um criatura estranho.

_Cachorrinho! Amigo, amigo !_Com as duas mãos tentava acalmar o bicho. Não era bom em correr e quando já estava se preparando ...

_Oque é isso ... Esse bicho ta carregando bolinhos ?!?
Imagem

Avatar do usuário
the ga
Mensagens: 3043
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:34

Re: Digimon 3D&T Alpha: tópico ON

Mensagem por the ga » 25 Dez 2013, 22:18

Naldo
O cão inclina a cabeça para o lado, intrigado. Então dá de ombros e continua se aproximando, fazendo Naldo recuar até suas costas tocarem numa coisa pontuda em meio aos arbustos. Ou melhor, várias. Por entre as folhas, ele vê um grande monte de pedras pontudas, como um porco-espinho de pedra.

— Então, não vai querer um? Deve estar com fome. E só pra deixar claro, eu não sou nenhum cachorro. Meu nome é Gaomon.

Gaomon sorri, esticando uma mão enluvada e oferecendo um bolinho. Então ele vê o monte de rochas atrás de Naldo, e arregala os olhos.

— Naldo, é melhor você sair daí de perto. Agora.

Naldo se afasta, assustado. Quase ao mesmo tempo, a pedra se remexe, e dela saem quatro patas e um pescoço, grossos como troncos. Ele solta um grito raivoso, e olha para Naldo como se ele fosse o pior verme a pisar na face da terra.
Analizador Digimon
Imagem
Tortamon, Digimon na fase adulta. Uma tartaruga com casco de pedra pacífica até ser perturbada. Seu ataque é a Falange de Casco.
Gaomon rapidamente se pôe entre Tortamon e Naldo, dizendo:

— Pra trás, eu cuido dele.

[Iniciativa: 1d+4=9] agem ao mesmo tempo.
Kyomaru e Yukari
— Nossa, que sorte achar mais alguém tão cedo — Diz Dracomon, olhando para Yukari e Dorumon — Achei que eu fosse ter que procurar na ilha inteira atrás de vocês. De um modo simples, é como o Dorumon disse, temos que salvar o mundo de alguma coisa. É assim que as lendas antigas dizem que funciona.

— Não que eu tenha entendido o que ela disse, mas é isso mesmo. “Quando o mundo mais precisar, crianças humanas serão escolhidas e o poder da Virtude brilhará sobre o mal”. — completa Dorumon, com os bracinhos cruzados. Precisamos achar os outros. Onde querem olhar primeiro?

Os dois perguntam pra vocês, esperando instruções.

Ao longe, na praia, uma outra dupla está caminhando em sua direção.
Kizô
— Não me preocupar? E acha que eu vou acreditar num humano patético como você? — ela diz, desviando o olhar. — E você não atravessou o computador, veio pro Digimundo. E se a gente não se mexer logo daqui, vai pro mundo dos mortos, entendeu? Temos que dar no pé antes que te vejam.

Ela começa a se afastar, esperando que ele a siga.

— Também temos que achar o resto dos panacas. Você vem ou não?

No canto da visão, Kizô nota um movimento na água, antes de seguí-la. Mas não, devia ser só sua imaginação.

Avatar do usuário
Keitarô
Mensagens: 1240
Registrado em: 09 Dez 2013, 19:58
Localização: Mahoyiga

Re: Digimon 3D&T Alpha: tópico ON

Mensagem por Keitarô » 26 Dez 2013, 10:32

Kizô

— Ei, eu acho que... isso é informação demais, não?

O jovem se levantou e bateu nas próprias roupas para tirar a poeira. Olhou com o canto do olho para a água, onde achara que vira alguma coisa. Teria sido uma impressão? Estava tão louco que poderia estar começando a ver coisas. No entanto informaria Hikari disso, ela saberia melhor sobre aquele lugar do que ele.

— Certo, eu acho que só preciso saber quem são esses que não podem me ver, quem são o resto dos "panacas" — com os dedos, fez o sinal de aspas, enquanto continuou. — E também gostaria de saber se há alguma coisa que se mexe e mata debaixo d'água, aqui, também, porque tenho a impressão que a água se moveu de uma maneira estranha.

Apontou para o local, enquanto dava alguns passos na direção da criaturinha, observando atento o local que vira se mexer.

Avatar do usuário
kaito sensei
Mensagens: 1589
Registrado em: 12 Dez 2013, 15:46
Localização: Cair Paravel - Nárnia
Contato:

Re: Digimon 3D&T Alpha: tópico ON

Mensagem por kaito sensei » 26 Dez 2013, 12:45

Kyomaru

Kyomaru, estava prestando atenção em tudo: desde o jeito dos dragõezinhos de falar e gesticular ao estranho comportamento de Yukari, que aparentava achar que era a nova protagonista da série Final Fantasy... mas sua atenção foi para as cucuias quando dracomon disse "salvar o mundo". Seria isso realmente possível? Ele, um garoto comum que no máximo se destacava por praticar kendo seria capaz de salvar o mundo? Por alguns segundos sua imaginação voou longe, esboçando em seu rosto um nítido devaneio.

Kyo... Kyooo... Kyomaruuuu!! - Já quase berrava o dragãozinho enquanto puxava a camiseta de Kyomaru enquanto para que este lhe desse atenção - então, o que vamos fazer?

Ahnn, hein? fazer? - o garoto volta a si, coça a cabeça, e observa bem em volta, como quem realmente está em uma conversa mas não está prestando atenção nela. Avistando a outra dupla vindo em direção a eles, tentou mudar de assunto - Err... bem... Olha lá, quem são aqueles ali? acho que devem estar aqui com o mesmo propósito que a gente! HEEEEEYYY VOCÊSSS DOIS!
Meu Blog: http://dojodokaitosensei.blogspot.com.br/
Boku No Hero, Brazil Hen FICHAS E STATUS GAME ON
Personagens atuais:

- Kai Sandragon - O Mago dos Elementos. - Cronicas Artonianas
- Linus Maxwell - O Preguiçoso Arquimago de Valkária - Werra Ataca
- Ikki, a Fênix - A Fênix que quase mata todos os parceiros constantemente - Disco dos Três
- Dr.Green - O Herói Cientista Louco Controlador de Plantas - Ex-Heróis

Avatar do usuário
Lance
Mensagens: 1621
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:34

Re: Digimon 3D&T Alpha: tópico ON

Mensagem por Lance » 29 Dez 2013, 04:03

Naldo

_Você está louco ?? Olha o tamanho desse bicho ! Vamos correr !

Perplexo, Naldo não reagia. Havia realizado que não conseguiria correr daquela criatura de qualquer forma.

Gaomon por outro lado esta ainda mais confiante do que de costume com a presença de Naldo.

Coloca um bolinho na boca e ajeita as luvas.
_Muanha Nanda nhau.

Levanta a guarda e mergulha em investida , disparando uma chuva de socos rápidos como raio com a mão esquerda.

(Ataque Mútiplo x4 + Jab)
Imagem

Avatar do usuário
Madoka
Mensagens: 3
Registrado em: 11 Dez 2013, 09:32

Re: Digimon 3D&T Alpha: tópico ON

Mensagem por Madoka » 29 Dez 2013, 09:37

Yukari

— "Poder da Virtude"? Tem mais gente aqui? Vamos ter uma party completa? —Yukari ainda estava nos jogos.

— Ei! Garoto! —Dorumon puxa Kyomaru —É perigoso sair gritando assim! Se acordar alguma coisa ou se forem inimigos vamos morrer.

A dupla pareceu acelerar. Eles ouviram. Dorumon lança um olhar nem um pouco feliz.

— Calma, agora não tem mais jeito. Vambora!

— Vocês são muito descuidados!

— Você é muito preocupado! — Sai andando na direção da dupla— Podemos ser amigos deles.
Imagem

Responder

Voltar para “Digimon 3D&T Alpha”