Na minha mesa...


Com Tormenta Alpha, Arton e 3D&T se unem novamente em uma versão absurdamente poderosa, veloz, dinâmica e colorida. Aqui, você pode chegar até onde nenhum outro artoniano jamais esteve.

Avatar do usuário

Mensagens: 210

Registrado em: 09 Dez 2013, 22:41

Mensagem 22 Mar 2016, 16:03

Re: Na minha mesa...

Na minha mesa, que se passa em 639:

- A Revolta dos Três durou vários anos.
- Divina Serpente era a Deusa Maior original da Força. Depois Tauron, uma Divindade Menor, consegue tomar o posto dela.
- Ordine foi dominada. Kallyadranoch está há anos lutando contra Khalmyr no céu do reino divino.
- Toeran, Mulk, Megalon e outras criaturas que não foram muito descritas no Reinado eram generais dos Deuses.
- Kurur-Lianth, um vulcão lá de Khubar, na verdade era um dragão vermelho pai de Sckhar, boss final de uma das aventuras.
- Ragnar era general de Tenebra, divindade menor ainda.
- Hyninn era um dos generais de Nimb.
- O Reino Divino de Tilliann se chamava Creativa.
- O Reino Divino de Kallyadranoch se chamava Draconia (que original, não?)
- Abahdon não era o Rhayrachay mais poderoso.
- Glórienn ainda era forte.
- Megalon ainda era sumo-sacerdote de Megalokk.
- Náutilus ainda era sumo do Oceano.
- Os CRI eram lefeu normais, muito diferentes dos lefeu que existem hoje.
- Tanna-Toh, Tauron, Thyatis (yep), Wynna e Tenebra morreram.
- Azgher se tornou paranóico e "fechou" seu Reino Divino.
- Algo parecido com a "Praga Mágica" de FR assolou Arton.
- Lena foi capturada e é prisioneira de Valkaria.
Editado pela última vez por Darknarallatoch em 22 Mar 2016, 16:50, em um total de 1 vez.
Avatar do usuário

Mensagens: 1351

Registrado em: 16 Mar 2016, 07:33

Localização: Florianópolis/SC

Mensagem 22 Mar 2016, 16:22

Re: Na minha mesa...

Essa sua mesa parece bem interessante. Náutilus ainda é o sumo-sacerdote do Oceano, transformaram ele em pirata (acredito eu pra tornar o coitado mais relevante pra aventuras) mas a forma verdadeira continua sendo criatura das profundezas, que com certeza eu prefiro.

BURP escreveu:A coisa mais louca que já fiz em Tormenta foi transformar o Vectorius em um Servo da Tormenta, e fazer Vectora virar uma área de Tormenta ambulante, voando por Arton e soltando demônios em grandes cidades ao estilo império-alienígena-maligno-invasor de super sentai.

Cara, a imagem mental que isso me deu foi fantástica.

BURP escreveu:Já a saída da Gwen Haggenfar do sumo-sacerdócio a gente sabe que foi treta de bastidores, né. Mas acho que a Niala de certa forma encarna melhor o espírito da Wynna como deusa da magia.

Encarna, mas eu preferia que fosse... a Niele mesmo, sabe, ou uma personagem nova de verdade. Como assim treta de bastidores?

Aquila escreveu:Não tive a chance de usar Niala em nenhuma aventura (um erro que deve ser imediatamente remediado). Mesmo achando que ela foi criada para substituir Niele, não pretendo apagá-la.

Pra mim não é nem questão de apagar, é mais que, se for pra eu usar uma maga peituda seminua nas minhas campanhas, eu uso a original mesmo. Não que eu esteja criticando quem gosta da Niala, só pra deixar claro.
Avatar do usuário

Mensagens: 2639

Registrado em: 10 Dez 2013, 13:49

Localização: Lamnor

Mensagem 22 Mar 2016, 17:30

Re: Na minha mesa...

Darknarallatoch escreveu:Na minha mesa, que se passa em 639:

- A Revolta dos Três durou vários anos.
- Divina Serpente era a Deusa Maior original da Força. Depois Tauron, uma Divindade Menor, consegue tomar o posto dela.
- Ordine foi dominada. Kallyadranoch está há anos lutando contra Khalmyr no céu do reino divino.
- Toeran, Mulk, Megalon e outras criaturas que não foram muito descritas no Reinado eram generais dos Deuses.
- Kurur-Lianth, um vulcão lá de Khubar, na verdade era um dragão vermelho pai de Sckhar, boss final de uma das aventuras.
- Ragnar era general de Tenebra, divindade menor ainda.
- Hyninn era um dos generais de Nimb.
- O Reino Divino de Tilliann se chamava Creativa.
- O Reino Divino de Kallyadranoch se chamava Draconia (que original, não?)
- Abahdon não era o Rhayrachay mais poderoso.
- Glórienn ainda era forte.
- Megalon ainda era sumo-sacerdote de Megalokk.
- Náutilus ainda era sumo do Oceano.
- Os CRI eram lefeu normais, muito diferentes dos lefeu que existem hoje.
- Tanna-Toh, Tauron, Thyatis (yep), Wynna e Tenebra morreram.
- Azgher se tornou paranóico e "fechou" seu Reino Divino.
- Algo parecido com a "Praga Mágica" de FR assolou Arton.
- Lena foi capturada e é prisioneira de Valkaria.

Uau.

Eu uso os deuses principalmente como grandes espíritos, zelando pelos mortais de suas moradas distantes ou então interferindo no mundo através de seus clérigos. Uma campanha high power com divindades é realmente surpreendente. Como minha campanha de Lamnor é no ano 400, posso usar algumas dessas ideias. Fiquei interessado em saber quem é Toeran. Não lembro de ter visto esse nome.

Eu estava pensando, acho que de todas as mudanças que fiz em Arton, a mais significativa foi a lei do livre arbítrio. Essa lei divina proíbe os deuses e seus servos de dominar a vontade de qualquer ser inteligente, interferindo no livre arbítrio. Tanto que nenhuma divindade concede poderes de domínio mental aos seus servos, e esses, quando possuem esse tipo de poder, através de magia, por exemplo, só podem usá-lo em buscas pessoais, nunca para obter nada sob ordem da divindade. Os deuses que fazem uso desses poderes sem restrição, são os deuses invasores (como Lacertos, Lamashtu ou Abahddon), ou a renegada Luvithy.
Imagem
Imagem
Imagem
Avatar do usuário

Mensagens: 7375

Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44

Localização: Belo Horizonte - MG

Mensagem 22 Mar 2016, 19:07

Re: Na minha mesa...

A mudança que eu fiz foi retratada no tópico NOVA ARTON.

Tenebra não é maligna. Na verdade, ela é extremamente gentil e amigável com as pessoas em geral, exceto seus inimigos declarados (como Azgher e seus seguidores). Se alguém pisar no calo dela, ela ficará furiosa e vai revelar sua face vingativa. Mas ela não pune os outros por fracasso, por exemplo. No geral ela às vezes é como uma mãe, às vezes como uma amante. Ela possui dois sumo-sacerdotes: o oficial, no Deserto da Perdição, e um sumo-sacerdote que vive em Malpetrim e é responsável pela popularidade da deusa no Reinado (ela é bem mais cultuada e valorizada no Reinado do que a versão oficial dá a entender). No Reinado ela é vista como uma espécie de "deusa morte benevolente", em oposição ao insensível Leen (ou ao cruel Ragnar), e também como uma deusa do prazer (sendo retratada junto com Marah).

Ragnar e Sszzaas só estão no Panteão para serem derrubados posteriormente.

É possível encontrar criaturas boas e más em qualquer raça inteligente, principalmente as que possuem estruturas sociais mais frágeis, como observadores e dragões. Sem uma cultura racial hegemônica, membros de raças como estas tendem a serem mais livres para escolher sua moralidade. Raças mais organizadas podem, no geral, se inclinar para um lado ou outro na balança moral, mas sempre há aqueles indivíduos que veem as coisas de modo diferente.

Na Aliança Negra há grupos que defendem uma postura diferente de seus correligionários, defendendo o fim da escravidão (às vezes com expulsão dos ex-escravos para o Norte, ou a criação de protetorados semiautonômos, à moda dos bantustões sul-africanos) e o fim definitivo do processo expansionista, ou seja, fazer acordos permanentes com as nações nortistas e ganhar tranquilidade para voltar-se para assuntos internos, incluindo ao Área de Tormenta de Lamnor (aqui os goblinoides poderiam se beneficiar de cooperação com a Academia Arcana e outros). Há indícios de que Thwor favorece esta facção, em oposição aos ragnaritas, liderados pelo sumo-sacerdote do Deus da Morte. Tem dois contos do BURP que me influenciaram muito nesta concepção.

Há uma nação nativa na Grande Savana, a Confederação de Yfé, inimiga feroz de Tapista, e que mantém uma rota comercial entre o Deserto da Perdição e o Reinado.
BAÚ DO JUDAS
AO CAIR DA NOITE 3D&T

Aslam Whiteblade(Ascensão e Queda TRPG)
Azog (Werra Ataca)
Cornélia Volg (Crônicas da Tormenta)
Éleos (Desafio dos Deuses TRPG)
Escudo (BnH Brazil Hen)

O DISCO DOS TRÊS: ON OFF FICHAS E STATUS
CRÔNICAS ARTONIANAS: ON FICHAS E STATUS
Avatar do usuário

Mensagens: 1780

Registrado em: 09 Dez 2013, 18:33

Mensagem 22 Mar 2016, 21:48

Re: Na minha mesa...

Darknarallatoch escreveu:- Tanna-Toh, Tauron, Thyatis (yep), Wynna e Tenebra morreram.

Como isso aconteceu?

Darknarallatoch escreveu:- Lena foi capturada e é prisioneira de Valkaria.

Ou ou, por que Tia Val fez isso?
Imagem
Imagem
Avatar do usuário

Mensagens: 210

Registrado em: 09 Dez 2013, 22:41

Mensagem 22 Mar 2016, 23:11

Re: Na minha mesa...

Galahad escreveu:
Darknarallatoch escreveu:- Tanna-Toh, Tauron, Thyatis (yep), Wynna e Tenebra morreram.

Como isso aconteceu?

Darknarallatoch escreveu:- Lena foi capturada e é prisioneira de Valkaria.

Ou ou, por que Tia Val fez isso?


Todos foram mortos durante a Revolta dos Três após ocorrerem invasões dos exércitos da Trindade em seus reinos, exceto Tauron e Tenebra. O último golpe foi dado pelos deuses maiores mesmo.
- Tanna-Toh morreu pelas mãos de Valkaria, que pediu para matá-la para dar uma morte honrosa à deusa. Esta por sua vez deixou um "segredo" antes de morrer, que seria a fraqueza da Trindade mais pra frente em campanha.
- Tauron cedeu todas as suas forças a um único golpe que acabou acertando Kallyadranoch e diminuindo o Status Divino dele (sim, usávamos SD em 3d&t), fazendo com que Khalmyr (que não tinha SD10 naquele momento) conseguisse enfrentar o dragão. Tauron morreu no processo.
- Thyatis foi morto pelos jogadores mesmo, durante uma guerra em Pyra. Apesar dos PJs não desejarem matar ele, era necessário naquele momento devido a alguns fatores na campanha (até porque Thyatis não participava do exército anti-Trindade, porque ele mesmo previu que não era essa sua função na guerra).
- Wynna morreu pelo "Canhão de Panterontinski", um artefato criado por Tilliann e, por enquanto, a arma mais poderosa da campanha.
- Tenebra morreu pelas mãos de Valkaria após quase ter destruído a ofensiva da Trindade.
- E Lena foi capturada porque matá-la era perigoso para toda a vida em Arton (coisa que nenhum Deus queria), e Valkaria a mantêm prisioneira porque faz parte da Trindade.

Mas já são uns 8 anos de campanhas, com os personagens com 45 pontos (com as regras do TAlpha, faltam 5 aventurazinhas para o sagrado nível Kiodai). Apenas fico feliz pelo Tormenta Alpha não ter lascado a história com as regras novas. Pelo contrário, até ajudou. Ex: durante a Revolta eu retratei que exércitos formados por Reinos Divinos conseguiriam derrotar até mesmo deuses maiores. Bem, no manual diz que exércitos do Reinado ou da Aliança Negra já são de nível Kami, creio então que exércitos de Reinos Divinos estariam pra um nível Kami+.
Avatar do usuário

Mensagens: 15613

Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13

Localização: Curitiba, PR

Mensagem 23 Mar 2016, 16:01

Re: Na minha mesa...

Fiquei com inveja da sua mesa, Darknarallatoch.

Ao mesmo tempo em que queria fazer várias modificações, criar muitas histórias épicas com meus personagens e com os personagens dos jogadores, eu não gosto de alterar tanto Arton assim pq qualquer material posterior que atualize o cenário vai ficar incoerente com as mudanças da mesa. Meu grupo sofreu bastante com isso. Sempre que algo novo surgia, a campanha tendia a morrer pra recomeçar com as novas atualizações.
Personagens de PbFs
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem
Avatar do usuário

Mensagens: 11264

Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Mensagem 23 Mar 2016, 16:13

Re: Na minha mesa...

Isso nunca acontecia na minha, tanto que nunca teve GTs. E Contra-Arsenal ocorreu no lugar.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.
Avatar do usuário

Mensagens: 42

Registrado em: 04 Jan 2014, 06:24

Localização: Rio de Janeiro, RJ.

Mensagem 23 Mar 2016, 17:55

Re: Na minha mesa...

BURP escreveu:A coisa mais louca que já fiz em Tormenta foi transformar o Vectorius em um Servo da Tormenta, e fazer Vectora virar uma área de Tormenta ambulante, voando por Arton e soltando demônios em grandes cidades ao estilo império-alienígena-maligno-invasor de super sentai.


Eu não lembro aonde, mas já havia lido um treco desses... Nessas horas, minha mente fica muito nebulosa, mas te garanto que li isso em algum lugar sim. :?
Imagem

Imagem
Avatar do usuário

Mensagens: 1100

Registrado em: 09 Dez 2013, 20:04

Localização: Logo ali ======>

Mensagem 23 Mar 2016, 18:14

Re: Na minha mesa...

Acho que eu contei essa história numa Castanha de Kaiju aqui no site.
AnteriorPróximo

Voltar para Tormenta Alpha

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: nenhum usuário registrado e 1 visitante.