WERRA ATACA! - TA: Aventura épica!(OFF)

Avatar do usuário
Tiagoriebir
Mensagens: 845
Registrado em: 27 Ago 2015, 12:55
Localização: Porto Alegre, Namalkah

Re: WERRA ATACA! - TA: Aventura épica!(OFF)

Mensagem por Tiagoriebir » 10 Ago 2017, 03:31

"Ah, sua velha maldita! Você faz as melhores bebidas de Arton!"
— Ibelin, recarregando os estoques.

Vou ficar com:
1 x Hidromel Fúria do Dragão-Rei;
2 x Vodkas Brado de Keenn;
1 x Saquê Lâmina de Lin-wu;
2 x Cervejas Seiva de Troll.
Tentando usar a parte colorida da massa cinzenta.
https://twitter.com/tiagoriebir

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 8604
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Re: WERRA ATACA! - TA: Aventura épica!(OFF)

Mensagem por Padre Judas » 10 Ago 2017, 08:21

Vou pegar as seguintes bebidas:

3 Cervejas Seiva de Troll (3 slots)
1 Saquê Lâmina de Lin-Wu (1 slot)
3 Vodkas Brado de Keenn (6 slots)
Editado pela última vez por Padre Judas em 11 Ago 2017, 21:41, em um total de 5 vezes.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Aeris (Monster Life)
Kallyan de Callistia (Mundo de Arton: Contra Arsenal, TRPG)
Katarina Minsk (Libertação de Valkaria, TRPG)
Tyr de Nilo (Mundo de Arton: Grupo Gelo Eterno, TRPG)
Vladimir Minsk XI (Outono)

Avatar do usuário
Astirax
Mensagens: 1144
Registrado em: 06 Fev 2014, 18:02
Localização: Capivara City

Re: WERRA ATACA! - TA: Aventura épica!(OFF)

Mensagem por Astirax » 10 Ago 2017, 09:15

dá uma deletada que eu deleto aqui
Editado pela última vez por Astirax em 10 Ago 2017, 09:36, em um total de 1 vez.

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 8604
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Re: WERRA ATACA! - TA: Aventura épica!

Mensagem por Padre Judas » 23 Dez 2018, 16:31

Padre Judas escreveu:
02 Abr 2017, 17:47
AZOG IRKHAZOG
26S

(C7+K7+V11+P2+O1-D3)

Imagem

Características:
F3; H2; R5; A1; PdF0.
25 PVs; 25 PMs.

Kit de Personagem:
Berserker (Fúria incansável, 0 ponto); Centurião (Formação inquebrável, 1 ponto); Primitivo (Força é tudo, Fúria de combate, Tanque de carne, 4 pontos).
Superkit:
Libertador de Valkaria (Autoconfiança, Explodir o poder, Inspirar bravura, 2 pontos).
Vantagem Regional:
Uivantes: Coração Gelado (0 ponto).
Vantagem Única:
Hobgoblin (2 pontos).
Vantagens:
Adaptador (1 ponto); Aliado-Exército (Lança de Azog, 1 ponto); Aliado (Elysande Castelmar, 1 ponto); Boa Fama (1 ponto); Inimigo (goblinoides, VU); Movimento Especial (Queda Lenta, 1/3 ponto); Patrono (Ordem dos Libertadores, 1 ponto); PMs Extras x1 (1 ponto); Poder Oculto (1 ponto); Sentidos Especiais (Infravisão, VU); Treinamento Especial (Fúria, Inculto, 2 pontos).
Desvantagens:
Código de Honra (Heróis, -1 ponto); Má Fama (VU); Monstruoso (VU); Procurado (Aliança Negra, -2 pontos); Senso Militar (VU).
Perícias:
Manipulação (2 pontos); Especialização: Furtividade, Montaria, Sobrevivência nos Ermos (2/3 ponto, VR).
Habilidades Especiais:
Testes em regiões polares são sempre Fáceis.
Equipamento:
  • 2 Sucos da Força Instantânea
NASCIMENTO

Azog O Filho nasceu em 1384, tendo por pai Azog Filho de Azad, Rei de Kalevala. O mais jovem de cinco irmãos, suas chances de ascender ao trono eram mínimas, e por isso ele precisou encontrar seu próprio caminho.

Mas não foi ignorado pela família e contava com o apoio dos que o cercavam. Avançou no sistema educacional kalevalano, pelo qual todos os súditos (incluindo os nobres) precisam passar e o concluiu muito bem, até a posição de soturi.


NOVATO E LUTADOR

Em seus primeiros anos, Azog encontrou dificuldades. Recusou uma posição confortável na hierarquia militar do reino, vivendo como um aventureiro comum, frequentemente ocultando suas verdadeiras origens. Cresceu em altura e força, construindo um nome para si. Realizou então sua primeira missão em Lamnor, infiltrando-se no território da Aliança Negra para obter informações. Continuaria com estas missões, a serviço do Reinado e de Tyrondir, alcançando ainda mais fama. Nesta ocasião parou de se esconder e revelou sua verdadeira ascendência, o que lhe abriu as portas da aristocracia. Nesta ocasião conheceu Elysande, uma jovem meia-elfa deheonita que viu no ambicioso guerreiro a chance de prosperar. Em uma virada incomum – e um tanto inesperada – tornaram-se amantes. Hobgoblin e meia-elfa.

CAMPEÃO

Aos dezoito anos já era – junto com sua companheira – uma figura conhecida pelo Reinado e além. Foi quando seu pai, o grande Azog Irkhazad, faleceu quando estava em missão diplomática em Zakharov – a região onde se encontrava foi engolida pela Área de Tormenta que se formou ali. Isto deixou em Azog um sentimento ruim e ele decidiu focar-se em encontrar uma forma de derrotar a tempestade rubra.

Nessa mesma época conheceu seus atuais companheiros. Eles se envolveram em uma missão em comum: durante o reinado de seu pai o reino expandiu suas fronteiras e ainda mais após a morte de Beluhga. Nesse processo um local desconhecido foi avistado – um castelo de gelo isolado entre as montanhas. As tentativas de investigar o lugar falharam porque os exploradores enviados simplesmente não conseguiam chegar lá – se perdiam ou morriam vítimas de acidentes “misteriosos”. Começou a acreditar-se em uma maldição e a investigação foi suspensa até que novas informações fossem obtidas. Surgiu a suspeita que fosse o Castelo de Kalevi, a morada original do herói fundador do reino – e o jovem Azog comprometeu-se com sua irmã, a Rainha Heiddi Irkhazog, a realizar sua própria expedição. Talvez houvesse algum poder que pudesse ser obtido contra a Tormenta. Foi assim que encontrou seus colegas.

A missão foi um sucesso – apesar dos inúmeros contratempos e da morte de vários assistentes que haviam acompanhado o Infante e os aventureiros. O castelo estava intocado, habitado por golens de gelo eterno e armadilhas mágicas diversas. O grupo conseguiu derrotar as ameaças e recolher prêmios. O Castelo foi revertido à Coroa e Azog foi declarado por sua irmã o Campeão do Reino.


LENDA

Azog não sossegou depois disso. Aventureiro por natureza, após casar-se com sua amante, Elysande Castemar, continuou viajando pelo Reinado, muitas vezes junto aos novos parceiros. O infante dava particular importância a missões relacionadas à Tormenta.

Surgiu então uma nova missão. O Protetorado do Reino revelou uma informação sobre a Aliança Negra dizendo que eles tinham uma grande Área de Tormenta dentro de seu território e que haviam feito grandes progressos criando meios de enfrenta-la. O grupo aceitou rumar até o sul de Myrvallar, e obter o máximo de conhecimento que pudessem.

Não foi uma missão simples – semanas cruzando o continente. O hobgoblin passava tranquilamente por um nativo, mas os outros tinham que usar magia de ilusão ou transformação para poderem prosseguir. Estiveram em Rarnaak, descobrindo que havia outra Área ao sul do continente, e lá sim eles haviam feito algumas descobertas impressionantes. Após ficarem meses entre os hobgoblins, roubando o máximo de conhecimento que podiam de seus magos, decidiram estender sua missão ao sul, seguindo até a Área de Tormenta no extremo sul do continente. Foi uma viagem difícil, cruzando o deserto e cordilheiras, até o Forte Gordrak, onde realizavam as pesquisas. Foi proveitoso, mas foram descobertos.

Após um longo combate Azog enfrentou o próprio General Ahkra, o comandante do forte, e o humilhou, mas não pode mata-lo. Linus encontrou uma forma de escaparem. Descobriram um portal cuidadosamente posicionado dentro do forte que havia sido construído para direcionar o poder da Tormenta contra o Reinado no caso de uma invasão – sim, a Aliança Negra planejava usar a Tormenta como arma. Depois de preparar uma armadilha mágica fugiram por ele – a armadilha destruiu o portal, a pesquisa e matou muitos pesquisadores. A Aliança Negra não ficou satisfeita e Azog – que o general havia identificado e conhecia – se tornou persona non grata, sua cabeça foi colocada a prêmio, e agora ele tende a ser incomodado mesmo no Reinado, seja por agentes da Aliança, seja por caça-recompensas com muita ganância e pouco caráter.


HERÓI

Então o grupo entrou em contato com as Lágrimas de Valkaria e descobriu a verdade sobre a prisão da Deusa. Aceitaram a incumbência de libertá-la – embora não fosse uma divindade cultuada em Kalevala (vista como uma divindade estrangeira e até mesmo inexistente para muitos), o infante conhecia o bastante sobre o mundo para ter confiança na realidade daquilo. Entraram na estátua e enfrentaram seus desafios. Tornaram-se assim os Libertadores de Valkaria, o grupo de heróis responsável por libertar a Divindade de seu cativeiro.

ÉPICO

Com vinte e seis anos Azog viu a guerra chegar a seu reino. Quando o Império de Tauron marchou pelas Uivantes para invadir o Reinado, parte de sua rota passava por Kalevala. Os exércitos kalevalanos não estavam dispostos a entregar seu território tão fácil aos invasores e houve luta. Azog destacou-se ao liderar um exército de seguidores na defesa do reino, acompanhado por seus colegas e Elysande. Desse modo ficou conhecido como um Senhor da Guerra e recebeu o título formal de “Campeão de Kalevala”. No fim o Império reconheceu a força dos goblinoides e assinou um tratado de paz – o nome de Azog é enunciado com respeito dentro da elite tapistana.

Esta batalha marcou a estreia da Lança de Azog, um exército de lanceiros tlavatlis – um povo nativo da Grande Savana. Os tlavatlis reconheceram em Azog seu senhor e passaram a segui-lo fielmente. O Libertador tem planos de criar na Savana um reino, aos moldes do que sua irmã busca fazer nas Uivantes – embora ele ache o lugar quente demais.
ELYSANDE CASTELMAR, A DIPLOMATA
20N

(C9+K5+V9+P1-D3)

Imagem

Características:
F0 (corte); H5; R4; A0; PdF0.
20 PVs; 30 PMs.

Kit de Personagem:
Carteador (Ás na manga, Blefar, 1 ponto); Mercador de Vectora (Língua ferina, Lucro rápido, 2 pontos); Vigarista (Impostor, 2 pontos).
Vantagem Regional:
Ahlen: Esperteza (1 ponto).
Vantagem Única:
Meia-elfa (0 ponto).
Vantagens:
Aparência Inofensiva (1 ponto); Boa Fama (1 ponto); Genialidade (1 ponto); PMs Extras x1 (1 ponto); Riqueza (2 pontos); Sentidos Especiais (Audição Aguçada, Infravisão, Ver o Invisível, Visão Aguçada, VU/1 ponto); Telepatia (1 ponto).
Desvantagens:
Código de Honra (Heróis, Redenção, -2 pontos); Pacifista (Relutante, -1 ponto).
Perícias:
Manipulação (1 ponto, VU).
Habilidades Especiais:
Pode gastar 1 PM para exigir um teste de R contra sua H7. Se ele falhar passa a ser considerado Inculto em relação à Elysande por 2d-R turnos.[/size]
Elysande Castelmar nasceu em um feudo em Ahlen, filha de um nobre humano e uma elfa refugiada de Lenoriénn. A garota cresceu bem até os 14 anos, quando seu pai foi envolvido em uma trama cruel que terminou por matar a ele e à mãe. A garota, herdeira da fortuna paterna, quase foi destruída, mas contou com uma ajuda inesperada – um hobgoblin, um membro da raça que tanta dor havia trazido à sua falecida genitora. Azog Irkhazog era seu nome, o filho de um rei nas Uivantes.

A ajuda do infante foi providencial e Elysande sobreviveu. Mas, ainda em perigo, vendeu seus bens e partiu do reino. Decidiu-se por acompanhar o jovem guerreiro, então com 16 anos, e viajou com ele pelos reinos na mesma época em que ele anunciava ao mundo sua verdadeira identidade.

O que era companheirismo e admiração evolui para algo maior. Elysande resistiu – Azog não se parecia nem um pouco com um elfo, suas feições eram duras e alguns até as consideravam cruéis. Mas o hobgoblin era carismático, sua presença era reconfortante e não assustadora. Eventualmente ela veio a aceitar o que sentia e eles tornaram-se amantes.

A ahleniense tem seguido Azog desde então. Eventualmente se casaram em uma cerimônia kalevalana celebrada por uma clériga de Akka, a Deusa Mãe (um aspecto de Tenebra). A jovem acompanhou o guerreiro e seus demais colegas na Libertação de Valkaria e se tornou uma das fundadoras da nova ordem. Agora espera contar com o apoio da Deusa para obter sua vingança definitiva contra aqueles que mataram seus pais. Mas ela não quer mata-los – pois odeia violência – somente fazer com que enfrentem a justiça com todo o seu peso.
LANÇA DE AZOG
20N

(C16+K3+V5+P0-D3)

Imagem

Características:
F1 (perfuração); H0; R5; A5; PdF5 (perfuração).
35 PVs; 25 PMs.

Kit de Personagem:
Guerreiro (Armadura completa, Crítico automático, 2 pontos); Lanceiro (Lança improvisada, Mira fulminante, Maestria em lança, VU/1 ponto).
Vantagem Regional:
Grande Savana: Caçador dos Ermos (1 ponto).
Vantagem Única:
Humano (0 ponto).
Vantagens:
Aceleração (1 ponto); Membros Elásticos (1 ponto); PVs Extras x1 (1 ponto); Tiro Carregável (1 ponto).
Desvantagens:
Código de Honra (Heróis, -1 ponto); Devoção (servir Azog, -1 ponto); Inculto (-1 ponto).
Perícias:
Especialização: Sobrevivência no Ermos (VR).
Equipamento:
  • Lanças Negras: F+1, FA+1, +1 testes para forçar portões, barreiras ou formações inimigas.
Os tlavatlis são um povo humano que vive na Grande Savana e que recentemente abandonou os costumes nômades para se instalar às margens de um rio local, que chamaram Awachpokti (“nuvem de chuva”). Durante suas andanças, Azog encontrou este povo primitivo à beira da extinção devido a incursões tapistanas e os rigores da vida na região. Ele assumiu a liderança do povo e começou a organizá-los como uma força coesa, preparando-se para fundar um país em termos formais. O treinamento já produziu um exército disciplinado de lanceiros prontos para o combate, combinando técnicas tradicionais com o estilo marcial dos kalevalanos, que recebeu o nome de “Lança de Azog”.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Aeris (Monster Life)
Kallyan de Callistia (Mundo de Arton: Contra Arsenal, TRPG)
Katarina Minsk (Libertação de Valkaria, TRPG)
Tyr de Nilo (Mundo de Arton: Grupo Gelo Eterno, TRPG)
Vladimir Minsk XI (Outono)

Responder

Voltar para “WERRA ATACA - TA: Aventura épica!”