WERRA ATACA! - EPISÓDIO 6: CIDADE DE DIS!

Avatar do usuário
kaito sensei
Mensagens: 1678
Registrado em: 12 Dez 2013, 15:46
Localização: Cair Paravel - Nárnia
Contato:

Re: WERRA ATACA! - EPISÓDIO 6: CIDADE DE DIS!

Mensagem por kaito sensei » 12 Mar 2018, 20:05

Linus olha para os lados vendo o exército que surgiu para defender o General Yudeniano. Em uma situação em que qualquer um se desesperaria... Ele riu.
Ria freneticamente, a ponto de sairem lágrimas de seus olhos que brilhavam com o Stigma.
Linus
Imagem
HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA! Você é engraçado general... Aiai...
Ele caminha lentamente para perto de Hadrian, que mantinha paralisado, enquanto falava.
Linus
Imagem
Você se esconde atrás de uma fachada de arrogância e disciplina militar impecável. E quando essa primeira barreira não funciona, você se esconde atrás dos seus homens...Diga-me General... Quantos destes homens você já perdeu em prol desse teatro? Você estaria disposto a perder quantos deles hoje por que um "mago vagabundo" que nem eu colocou essa atuação sua em cheque?
A aura mágica do arquimago era absurda. Qualquer um ali, mesmo que não fosse um usuário de magia, saberia que era uma força acima do comum. Quando pareceu que o mago iria se engajar em combate, do nada ele retornou ao seu estado normal e preguiçoso. Os olhos, outrora raivosos, agora refletiam apenas um único sentimento: pena.
Linus
Imagem
Mas sabe... Eu acabei vendo sem querer que o seu eu de verdade é mais do que essa casca grossa que você tem por fora. E, na minha opinião, você não precisa ser desse jeito...
Ele se vira de costas.
Linus
Imagem
E aposto que "ela" também não gostaria de vê-lo assim... Bom, temos uma reunião para ir não é? Vou indo na frente...
Se referia a "ela" como a mulher desconhecida que viu na visão. Ao dizer isso, o mago rapidamente desapareceu em uma nuvem de fumaça grande nuvem de fumaça que cobriu a todo o exército. Assim que a fumaça se dissipou, era possível ver que o arquimago não estava mais lá. Hadrian também podia se mover agora. Entretanto, todos que por ventura inalaram o gás começaram a sentir um embrulho no estomago, seguido por uma incontrolável vontade de... Flatular...

------------------------------/------/--------------------------

Linus havia se teleportado para seus aposentos e acabou tirando um cochilo e perdendo a hora. Teve dificuldades para achar o lugar aonde seria a reunião também, chegando MUITO atrasado. Ao chegar, apenas entrou, olhou para os demais com a maior cara lavada:
Linus
Imagem
Com licença...
E se sentou...
Gastei 2 PMs para usar Teleporte e síntese de magia para lançar o "Mais apavorante ainda gás de Linus", uma versão amplificada e melhorada do Apavorante gás de Luigi, que faz as pessoas peidarem por 1d6 minutos incontrolavelmente. Ao invés de custar 1 PM por alvo, o gás de Linus custa 8 PMs e atinge a TODOS em um raio de Hx10 metros de distancia do mago. Isso não causa nenhum dano... a não ser no ego...

Avatar do usuário
DiceScarlata
Mensagens: 1658
Registrado em: 22 Jan 2017, 02:15

Re: WERRA ATACA! - EPISÓDIO 6: CIDADE DE DIS!

Mensagem por DiceScarlata » 14 Mar 2018, 23:25

IBELIN

*Você só parou, quando sentiu que aquilo que quebrava sob os nós de seus punhos, não eram mais os ossos do crânio de Ethelgran, mas o concreto que restou após reduzi-los a farelos. Percebeu também que o único som que restou, foi o de sua respiração pesada. Seus pulmões pareciam menores, incapazes de conter todo o ar que sua fúria necessitava para mover seu corpo. E por Valkaria, você precisava de uma bebida.*


*E percebeu por fim, dezenas de olhos o encarando. As crianças, dentro dos contêineres, despertadas, assistindo a carnificina. *


- O que fará?
____________________________________________________________________________
Azog, Rasalgheti e Linus

*A última coisa que vira, fora a expressão pasma de Hadrian, conforme se referia a "ela", antes de sumir com sua última traquinagem. De fato sabia, que havia tocado em uma ferida profunda. E também, que aquilo não havia acabado. Não tão fácil. Ao chegar, envolto em magia, esperava repreensão ou olhares tortos, mas além de guardas assustados, poucos lhe deram a atenção. Pois chegara no exato momento em que RASALGHETI declamava seu discurso, sendo envolto em luz divina, com sete símbolos divinos a envolvê-lo. A própria rainha-imperatriz parecia encará-lo com admiração, conforme se expressava. Não apenas isso, mas Azog lhe apoiava, encerrando por fim, qualquer dúvida de Shivara*
Shivara Sharpbalde, Rainha-Imperatriz
Imagem
- Muito bem. Evangeline?
Evangeline Escama de ferro / A sem sangue / O escudo do reino.
Imagem
- Sim, majestade?
Shivara Sharpbalde, Rainha-Imperatriz
Imagem
- Tal objeto será estudado em local mais apropriado. Caso seja uma arma de guerra, iremos saber. Se for uma armadilha, também. Por hora, quero que os protetores o guardem. Então, o encaminharemos para a academia arcana. De fato...
*Finalmente os olhos de sua majestade, recaem sobre o mago Linus, mas esta lhe dirige a palavra como se já estivesse ali, desde o começo*
Shivara Sharpbalde, Rainha-Imperatriz
Imagem
- Arquimago dos libertadores, Linus. Você possui contato com a academia arcana e apesar de sua... fama, trabalha como o guardião de seus tomos e livros, não é mesmo? Até que eu notifique devidamente o diretor da academia, deixarei a seus cuidados estudar o objeto. Descubra o que puder sobre ele até lá.
*Não fora um pedido, percebeu. Em tempos de guerra, não há espaço para um por favor*
Shivara Sharpbalde, Rainha-Imperatriz
Imagem
- Agora, há uma questão a qual devo deixar a todos aqui cientes. Durante este período de lei marcial, a regencia de Yu...
Agatha, Líder da companhia dourada
Imagem
- Oe... Majestade... Se não se incomodar com mais uma interrupção, antes de seguir com qualquer outro assunto, eu gostaria de saber. Onde está aquele que chamam de Iror, pés de lembre, o famoso ^rei da união púrpura" ? O unificador bárbaro se acovardou e não cumpriu a promessa de se juntar a esta aliança?
Shivara Sharpbalde, Rainha-Imperatriz
Imagem
- Permitirei sua interrupção, Agatha, pois sua observação é pertinente. Como sabem, Iror é um conhecido herói da União Púrpura, um guerreiro conquistador que preza pelo avanço de sua nação e luta pela unificação de todas as tribos em uma só. Ganhou seu apelido, por abraçar um caminho diferente dos brutos bárbaros que são seus conterrâneos e desenvolveu uma técnica muito mais veloz do que mesmo os monges tamurianos. Ao saber do que aqui acontecia, ofereceu-nos seus exércitos. Devido a sua alcunha, já esperava que estivesse aqui, antes mesmo dos libertadores. Sua ausência é preocupante.
*E nesse exato e conveniente momento, como se os deuses o aguardassem para uma grande e conveniente deixa, as portas do salão foram aberta por um bárbaro, que tão logo deu seu primeiro passo adentro, tombou, coberto em sangue, lama e suor. Seu rosto estava sem e sua voz saia rasgada e desidratada*
???
Imagem
- M-majestade...
Gen. Zoldivier
Imagem
- Quem é você? O que aconteceu... FALE HOMEM!!!!
Uluan
Imagem
- Sou Uluan... Dos exército unificador púrpura... M-meu s-senhor... Meu rei!! Ele ficou para trás!!! Ele o está contendo!! Mas não por muito tempo... há... Dois dias... Não.. ^cof cof^, um dia e meio daqui... ESTÁ VINDO!!
Aeron Ironwolf
Imagem
- Calma amigo...
*Aeron já o amparava nos braços, oferecendo-lhe agua, que foi negada. Ele não se permitiria qualquer alivio até entregar a mensagem.*

Uluan
Imagem
- Ela é colossal e feita de ouro, um sonho para a ganância dos homens. Sustentada por quatro patas, que rangem com sons de ferro, uma besta forjada para pisotear as legiões dos homens. Sua cabeça desalmada parece gargalhar dos pobres que tentam desafiá-la. Suas torres arranham nuvens. Seu caminhar abala a terra... MAIOR QUE O GIGANTE DE ARSENAL... ELA ESTÁ VINDO!!!!!
*Então ele gesticula com sua mão sobre a ponta do cajado e sopra uma da boca, uma névoa feitas de cinzas e alma. Está se expande e voa acima a cabeça da mesa do conselho, ganhando forma e cor. Como se um artista pintasse uma obra de arte em movimento, mais nitida até mesmo dos que os seres da carne e osso ali presentes*
- A CIDADE DE DIS!!!
Imagem
*Uma maquina de guerra, maior que Kishin ou Coridrian. Na imagem, uma possível magia de vidência, era possível ver a construto caminhando sobre sopas de sangue que eram os cadáveres dos exércitos pisoteados. Atrás de si, hordas de bárbaros incinerados, derretidos, perfurados ou retalhados. Diante dele, uma unica serva dos deuses... Emanando uma fraca aura da paz. Mantendo-se erguida contra o colosso. Antes que alguém pudesse fazer qualquer coisa para ajudá-la, a boca metálica a despedaçou. Em seguida, um rugido metálico de vitória ecoou pelo céus*

*E alguém poderia notar, na superfície de um copo de água... pequenos círculos expandindo-se sutilmente.*

Ela estava vindo*

Tribo Scarlata


- MUNDO DE ARTON: GRUPO MADEIRA DE TOLLON (on):Angra Cabelos de Fogo
- MUNDO DE ARTON: GRUPO AÇO-RUBI (on): Jihad das Areias Vermelhas
- MUNDO DE ARTON: GRUPO JADE (on):Sr. Fuu
- JOHNVERSE: PRESA DE FERRO (on): Jinx - Cruzado da Ordem dos cabeças de Dado
- JUDASVERSO: CRÔNICAS DA TORMENTA (on): Nagamaki no Gouka!
- FUI REENCARNADO COMO MONSTRO (on): Gizmo
- OUTONO (on): Sandman

Avatar do usuário
Kaidre
Mensagens: 5796
Registrado em: 11 Dez 2013, 14:40

Rasalgheti Solaris

Mensagem por Kaidre » 16 Mar 2018, 13:53

O problema respectivo a presença da Tormenta fora parcialmente resolvido. Embora não tivesse conseguido provar sua versão dos fatos, ao menos uma investigação seria feita a respeito. Infelizmente a reunião é interrompida novamente. Dessa vez por um conjurador mensageiro que trazia uma péssima notícia sobre uma criatura gigantesca que carregava uma cidade nas costas e massacrou totalmente um dos exércitos aliados. A jovem dama que se colocou entre o monstro e seu caminho foi dilacerada bem na frente dos olhos de todos que assistiam a projeção ilusória. O imortal segue até o homem e se abaixa ao seu lado.
Rasalgheti Solaris
Imagem
- De quê direção você disse que veio?
E tão logo obtém sua resposta o paladino se põe de pé novamente e começa a caminhar em direção a janela que o levaria para o caminho indicado. Ele se posiciona para saltar.
Rasalgheti Solaris
Imagem
- Eu volto logo.
E então vai de encontro a DIS.
Ras pretendi ir em direção de enfrentar o inimigo.
Mas primeiro irá abençoar o conjurador com suas auras de vida e sagrada.

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 8855
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Azog Irkhazog

Mensagem por Padre Judas » 23 Mar 2018, 14:03

Elysande cobriu seu rosto contra o corpo de Azog enquanto este observava a enorme máquina aniquilar a pequena sacerdotisa.
Azog Irkhazog
Imagem
- Irei convocar minhas Lanças e partiremos imediatamente.
O paladino sai na frente, como era de se esperar. Azog apenas suspira diante da ingenuidade do colega.
Azog Irkhazog
Imagem
- Majestade, peço que convoque suas forças também. E precisaremos de um portal para chegarmos ao local. Não pretendo ir pulando como Rasalgheti.
Então volta-se para Ironwolf e sorri.
Azog Irkhazog
Imagem
- Você vem? Lys, fique aqui.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
Tiagoriebir
Mensagens: 845
Registrado em: 27 Ago 2015, 12:55
Localização: Porto Alegre, Namalkah

Re: WERRA ATACA! - EPISÓDIO 6: CIDADE DE DIS!

Mensagem por Tiagoriebir » 24 Mar 2018, 02:26

Ibelin devolveu o olhar às crianças que lhe observavam e ficou assim por um instante, ofegando. Então, foi até seus pertences e, enquanto se vestia, tentou falar com elas.

— Vocês conseguem me ouvir? Podem me entender?
*Elas o encaravam apenas, sem reação e sem expressão. Como se faltasse algo primordial a elas. Apenas olhá-las era como ver um imenso vazio*

Não recebendo resposta, ibelin golpeou o vidro de um dos contêineres, usando o pomo de sua espada, ficando a postos para agarrar o corpo provavelmente inerte quando o líquido se espalhasse.
*O corpo é quente, tal como o liquido que o cobre. A respiracão é pesada e dolorida. A criança continua a te olhar, o reconhecendo sem reconhecer*

*então vc sente um tremor sob seus pés*
Ibelin não perde tempo. Já tem uma ideia do que aconteceu com as crianças, mas é melhor deixas para Linus analisar. Usando o máximo de sua velocidade, o guerreiro tenta tirar todas as crianças daquele laboratório, procurando a saída e voltando algumas vezes.

Ele mesmo queria colocar fogo no lugar, mas parece que irá ceder de qualquer forma.
No pátio externo próximo à saída do laboratório, Ibelin vê alguns jovens cadetes ornamentados e armados, em postura de comando.
— Aqui! Ajudem! — chamou Ibelin, imitando o tom marcial yudeniano, que conhecia tão bem.
— Estes garotos... Estes soldados precisam de cuidados. mantenham-nos seguros até que Linus, o mago, possa vê-los.
OFF
Como nessa parte eu estava separado do grupo, e precisava de várias informaçõezinhas que nem chegaram a vir pra cá, mas que foram importantes para definir minhas ações, propus ao Dice que fizéssemos essa parte por telegram. E assim fizemos. Retomando os posts por aqui agora.
Tentando usar a parte colorida da massa cinzenta.
https://twitter.com/tiagoriebir

Avatar do usuário
kaito sensei
Mensagens: 1678
Registrado em: 12 Dez 2013, 15:46
Localização: Cair Paravel - Nárnia
Contato:

Re: WERRA ATACA! - EPISÓDIO 6: CIDADE DE DIS!

Mensagem por kaito sensei » 24 Mar 2018, 14:49

Ao ser designado pela rainha a estudar o objeto, Linus, apesar da cara de "droga, mais trabalho", apenas responde.
Linus
Imagem
Sim majestade, assim o farei.
Depois, discretamente, chega perto de Ras e lhe fala ao ouvido.
Linus
Imagem
Que objeto?
Mas então a reunião é interrompida por um mensageiro, que lhes mostra a visão terrível da cidade móvel gigante. Linus leva a mão até o queixo, pensativo por uns instantes, depois balança a cabeça como se estivesse negando seus próprios pensamentos.
Linus
Imagem
Essa estrutura... Esse tamanho... Depois de analisar a imagem concluo... que isso vai dar um trabalho dos raios... Bom, creio que terei que ajudá-los antes de ir pesquisar sobre o "objeto"
As reações dos seus companheiros libertadores foram as esperadas: enquanto Ras saiu feito maluco na frente de todo mundo, Azog reunia forças para combater o inimigo que surgira. Ele se dirige a Azog e Ironwolf.
Linus
Imagem
Então irei com vocês... Também não sou maluco de ir de peito aberto enfrentar uma coisa dessas...

Avatar do usuário
DiceScarlata
Mensagens: 1658
Registrado em: 22 Jan 2017, 02:15

Re: WERRA ATACA! - EPISÓDIO 6: CIDADE DE DIS!

Mensagem por DiceScarlata » 29 Mar 2018, 01:14

Azog, Rasalgheti e Linus
Imagem
*A ameaça havia movido os libertadores de imediato. Era quase como um instinto daqueles que agem sob a bandeira da deusa da ambição: Lançar-se ao perigo em prol de uma causa maior. Seja diversáo, glória ou um chato dever. Ironwolf havia aceitado o convite de Azog e já o seguia, também empolgado para fora do salão. Mas ainda era muito cedo e a reunião ainda não havia acabado. As portas se abriram uma vez mais e soldados entraram no salão, formando duas fileiras paralelas, criando um corredor em direção aos heróis. Em seu meio, surgira o general que já era bem conhecido pelo três. Principalmente, Linus*
Gen. Hadrian
Imagem
- Senhores, majestade, peço perdão pelo atraso. - Uma reverência respeitosa - Não é desculpa, mas o mago incubido pelo transporte até aqui, é um incompetente preguiçoso e será devidamente disciplinado futuramente.
*Linus não precisou do olhar de Hadrian, para entender a indreta*
Gen. Hadrian
Imagem
- Mas não se preocupem, estou ciente de todos os detalhes aqui discutidos.
*Como? Dificil saber. Hadrian olhou para Rasalgheti, Ironwolf e então Azog e com um sorriso, disse*
Gen. Hadrian
Imagem
- Vossa Alteza e seus libertadores, peço que esperem. Ainda temos pouca informação sobre o inimigo e nos lançarmos sobre ele sem tal, pode nos custar mais vidas, como já custou a de nossos aliados da Uniáo Púrpura. Você. Vejo que a cura do nobre Rasalgheti já agiu sobre seu corpo. Dê-nos todas as informações que tiver sobre essa... Cidade de Dis. Agora.
*Uluan piscou duas vezes, antes de perceber que a exaustão e dor já haviam deixado seu corpo*
Uluan
Imagem
- Ah! Er... C-claro.. Obrigado, sr Rasalgheti... Senhor. E sinto muito, sei pouco... Mas posso contar o que enfrentamos: Quando avistamos a criatura, destruindo construções e avançando com seus urros metálicos, entendemos que era nosso inimigo. Marchamos em fúria, buscando a derrota... Mas, a criatura não é apenas um monstro, é uma fortaleza, carregando batalhões! Homens sem alma, sem vida, feitos de puro metal avançaram contra nós. Não havia carna para cortar, apenas aço contra aço! Foi uma batalha dificil... E toda vez que destruíamos algum, seus pedaços voltavam a Dis e mais soldados vinham! Quando conseguimos separar um pequenos destacamento, junto a nosso líder, para atacar a besta, de sua boca fora cuspido fogo, gelo e raios. Suas patas criavam tremores que nos soterravam e seu corpo era protegido por um terrível campo de força que até parecia enfraquecer minha magia!
*Ele tomou mais da água, oferecida por Ironwolf*
Uluan
Imagem
- Meu rei, Iror Pés-de-lebre, avançou sozinho. Imaginou que se invadisse a cidade acima da criatura, poderia destrui-la por dentro... Mais que isso. Matar aquele que a controla. - Olhou para todos - Sim, eu senti, no meio de aço e ódio, uma única alma no interior da maquina. Seu mestre e senhor, aquele que falava através da boca de Dis, que berrava seu título e clamava ser um general do massacre. Não tivemos chance. Não importa a opção de batalha... Seja enfrentá-lo de frente ou invadi-lo, falhamos! Mas... Majestade! Se ele chegar, perto o suficiente, essa fortaleza será varrida em segundos por seu poder de fogo! NÃO PODEM PERMITIR ISSO!!!
Shivara Sharpbalde, Rainha-Imperatriz
Imagem
- Obrigada, Uluan. Agora descanse, você cumpriu bem seu papel. Nobres aliados e guerreiros de Yuden. Precisamos tomar uma decisão, mas antes de tudo, devemos, encerrar esta reunião cumprindo seu principal propósito. Temos aqui, muitos exércitos. Alguns já atuaram até mesmo como inimigos no passado. Outros não possuem qualquer sincronia ou conhecimento de como os outros agem. Se apenas enviarmos forças assim para estaremos semeando o caos em nossas fileiras e condenando nossos homens a expor uma fraqueza estúpida, que será aproveitada pelos nossos inimigos. Portanto, em tempos de lei marcial, farei cumprir uma antiga lei de Yuden. Um general-regente, será eleito.
*Cada Yudeniano ali ficou tenso, como se trincassem o maxilar*
Shivara Sharpbalde, Rainha-Imperatriz
Imagem
- No passado, o termo utilizado para este título era FUHRER. Mas, tal titulo implica em lembrar um passado que meu governo não deseja repetir. Portanto, general-regente o será. Ele terá poderes totais sobre todo o território do reino e será o comandante supremos dessas forças defensivas, com o intuito de derrotar tal ameaça para o reinado. Quero que me escute. A PARTIR DESSE MOMENTO, cada líder-aliado aqui presente, receberá a patente e o poder de um general Yudeniano. Cada soldado, oficial ou cidadão yudeniano responderá a vocês, como se fossem parte dessa nação, independente de sua origem ou raça. MAS cada um de vocês, responderá e obedecerá ao comandante supremo. O general-regente de Yuden. E este, será eleito entre os três candidatos aqui presentes.

General Zoldivier. Hábil comandante veteranos de nossas forças, conteve a invasão de Werra em Warton, em situação desvantajosa contra inimigos poderosos, até que os reforços chegasse. Warton resistiu graças as suas estratégias e liderança. Possui mais experiência que qualquer um e conhece os modos e território local mais que qualquer outro habitante de Yuden.
Imagem

General Hadrian. O mais jovem general em toda a história de Yuden. Habilidoso com táticas, poderoso em combate e um soldado brilhante, seja no front ou na retaguarda. Marchou por toda a nação no inicio do ataque de Werra, obtendo vitória atrás de vitórias sobre os batalhões inimigos até chegar em socorro de Warton, onde junto dos libertadores, enfrentou e derrotou um dos infames generais do massacre. Seus soldados são extremamente leais e treinados sob um refinado método que trouxe a tona o máximo de suas capacidades. Um líder nato, inegávelmente.[/b]
Imagem

General Aeron, o Einhelden. Sua fama fala por si. Apesar de se negar em reter poder para si ou mesmo tropas pessoais para comandar, seu poder individual foi o motivo de milhares de vitórias para Yuden. Monstros, magos, liches, dragões e até semidivindades, todos derrotados por sua coragem, habilidade e força. Não é famoso por suas estratégias, mas sua capacidade de inspirar e proteger aqueles que o seguem, torna estes melhores. São cativados pela luz que o envolve e os motiva a obter a vitória. É o nosso ás, tão ou mais poderoso que qualquer general do massacre. A lenda. O herói!
Imagem
[/b]
*Os três haviam se erguido. Zoldivier sorria prepotente, encarando Azog. Aeron e Hadrian mantinham-se sérios, trocando olhares. Havia algum tipo de tensão, quase como se faíscas cintilassem... Ou algo mais profundo. Não haveria votação. Os méritos falariam por si. A decisão já estava tomada*
Shivara Sharpbalde, Rainha-Imperatriz
Imagem
- E minha dificil e final decisão, entre esses três homens notáveis é... General Hadrian!
*Os soldados presentes e os aliados aplaudiram brevemente. Zoldivier perdera o sorriso por um momento, surpreso numa mistura de raiva e desapontamento. Mas depois de olhar para Hadrian, pareceu considerar algo e sorriu novamente, aplaudindo-o. Aeron deu de ombros, não aplaudiu, mas de longe pareceu discordar. Parecia desinteressado. Hadrian manteve a expressão neutra. Como sempre*
Shivara Sharpbalde, Rainha-Imperatriz
Imagem
- Ironwolf já expressou seu desejo de não tomar posições alta e já demonstrou não lidar bem com o comando e tais responsabilidades. O que denota a presente demora para assumir a patente que agora carrega. Zoldivier a muito não assume as linhas de frente. Preciso de seus conselhos e informações aqui, ao meu lado. Portanto, por sua maestria em combate, optei por Hadrian. Todos vocês responderão a ele, sem exceção e essas são minhas ordens como sua RAINHA-IMPERATRIZ.
*E o peso daquelas palavras, causou um arrepio em todos os presentes, que assentiram em concordância*
Shivara Sharpbalde, Rainha-Imperatriz
Imagem
- Algo declarar, General-regente?
Gen. Hadrian
Imagem
- Grato por vossa confiança, vossa majestade. Trabalharei com todos aqui presentes, para responder as suas expectativas. Mas meu interesse maior agora é em cuidar da sombra ameaçadora da Cidade de Dis que se projeta sobre nós. Uma estratégia precisa ser escolhida, mas... Antes disso. Princesa Elysande?
*O nome da esposa de Azog chegou ao ouvido dos libertadores como um susto, junto com os dois soldados vindos de lugar nenhum que já se posicionavam nos flancos dela*
Gen. Hadrian
Imagem
- Respeitosamente, peço a você e a seu marido, que se retire desta reunião. Será realocada para seus aposentos onde deve esperar em segurança, tendo a todos neste castelo disponíveis para atender suas necessidades. Vossa Alteza... Ou melhor, general Azog, deve entender o motivo de meu pedido não é?
*Shivara parecia surpresa e irritada, prestes a cortar o comando do general, ante a amiga, mas ele fez questão de explicar-se rapidamente*
Gen. Hadrian
Imagem
- Dois dias atrás, os homens de meu batalhão, as lanças de Azog, capitão Ichtaka e a princesa Elysande, foram vitimas do poder de possessão de consciência do general do massacre MALEBOLGE. Por algum motivo, ele não conseguiu tomar controle de mim e dos demais libertadores, mas garantiu que estaria em prontidão ouvindo tudo e que a qualquer momento retornaria para nos visitar. Eu fiz questão de isolar estes homens do meu batalhão e colocá-los sob observação... Acreditava que um estrategista habil como o general Azog faria o mesmo... Mas não creio que deva ser culpado por um decisão tomada baseada no sentimento e na confiança. Eu faria o mesmo.
*Havia ali... Uma velada alfinetada, escondida em educação e compreensão*
Gen. Hadrian
Imagem
- De maneira nenhuma creio que deva ser colocada em grilhões ou vista como uma ameaça, mas para a própria segurança, evitando que o inimigo a use de refém ou atente contra sua vida através da ameaça de suicídio, devemos tomar precaução. Portanto, peço que compreendam. Antes de sabermos sobre DIS, meu principal plano, era atacar este general, pois se mostrou o mais perigoso de todos até agora. Em nossa conversa, ele nos deu pistas de sua localização, ao gabar-se tanto de suas vantagens e conhecimentos. Imagino que o General Azog, já tenha desvendado este enigma também não é mesmo?
*Havia ali... Um desafio velado. Uma provação a capacidade do general, bem diante da majestade, aliados e generais de Yuden*
Gen. Hadrian
Imagem
- Mas teremos de cuidar disso, depois de protegermos WARTON, a ultima linha defesa para a capital do reinado. Neste caso, onde nosso bravo aliado, Pés-de-lebre, devemos ter sucesso. Azog! Você já superou um dos GENERAIS DO MASSACRE, sem sequer usar seus soldados, apenas junto do guerreiro Yudeniano Ibelin. Deixarei que esolha!

---- Devemos buscar a estratégia dos soldados: enfrentar a Cidade de Dis de Frente, usando nossa força e nosso poder, destruindo seus exércitos com força total, liderados pelos heróis que já enfrentaram ameaças colossais de igual tamanho e venceram...

ou

--- Devemos buscar a estratégia dos aventureiros: Enquanto criamos uma distração para a cidade, enviamos os libertadores para explorar a cidade e destruir aquele que a comanda, superando-a como a masmorra que parece que é. Afinal, quem superou os vinte labirintos dos deuses deve achar esta tarefa fácil...

Então... A menos que tenha outro plano... Escolha.
*Enquanto TODOS pareciam crer que Hadrian demonstrava confiança e amizade para com Azog e seus aliados, Linus e Ras podiam ver claramente a situação em que estavam sendo expostos. Sendo colocados em holofotes, reclamar, demonstraria fraqueza e desmoralização diante de todos os aliados ali, como se negassem a lenda que eram. Atacar e acusar Hadrian sem motivos, soaria como um insulto. E não podiam questionar a autoridade dada a ele, sem desafiar a rainha-imperatriz, o que poderia garantir a prisão de qualquer um ali. Ele erguera uma fortaleza através dos blocos de concreto da politica e emoção não poderia atravessá-la. Era um jogo de xadrez e qualquer movimento errado seria xeque-mate. Saberiam os libertadores como jogá-lo?

O que vocês fazem?

____________________________

A duas coisas que devem ser resolvidas de uma vez nos próximos posts:

1) se vão concordar ou não com Elysande ser retirada do local. O argumento foi forte e todos concordaram com ele. A promessa da segurança e conforto dela num quarto e não numa cela asseguraram isso. Sem cuidado, estarão expondo a todos ali numa situação de desconfiança.

2) Qual das duas estratégias serão escolhidas ou se haverá um plano alternativo. Para isso podem debater entre si livremente.

LINUS e RAS podem auxiliar Azog em testes falas ou agir por si mesmos. Fiquem cientes que dicas foram dadas ao longo do texto, tal como avisos e decisões erradas, terão consequências imediatas como posteriores, atrapalhando até mesmo em combate. Aceitem isso como um conselho gentil do narrador xD

EXTRA QUEST
A DECISÃO DO ESTRATEGISTA - AZOG.
3 XP - Escolha e elabore uma estratégia para enfrentar a Cidade de Dis[. Distribua e encaminhe aliados e decida cursos de ação.
5 XP- Se a estratégia realizada por Azog levar a vitória, receberá 5 de XP, não apenas 3.
/b]

Essa é apenas a PRIMEIRA extra quest. As demais serão reveladas ao LONGO da aventura.
[/quote]

_________________________________
IBELIN

*A falta do álcool ja começava a afetar o sentido do seu paladar. Tanto que você sentia pela primeira vez em anos um desejo que nem se lembrava de ter: ÁGUA! Você realmente não estava bem. Exausto, após carregar mais de vinte jovens, você tirou o suor da testa e procurou por alguém que o ajudasse. Alguns cadetes o olharam, mas não abandonaram o posto. Disciplina total. Enquanto não fossem ordenados a sair dali, por seu responsável (a menos que haja uma ameaça) não sairiam dali. Ibelin conhece muito bem aquela lavagem cerebral. Por sorte, antes que precisasse pensar em algo mais para fazer, uma voz o chamou oferecendo ajuda.*

???
Imagem
- Boa tarde, mestre Ibelin. Precisa de ajuda?


*Seu espirito quase saiu do corpo. Você sequer percebeu quando a menina surgiu ali. Sua pele era azulada em tom escurecido, como se restasse vida... - Sangue, para ser mais preciso - dentro de seu corpo. Sua falava era lenta e sem emoção, tal como seu rosto, completamente inexpressivo, de olhos quase sonolentos*

Imagem
- Vou ajudar.


*Ela estalou os dedos e uma energia cálida os envolveu, para o susto dos soldados no pátio. Mas logo, eles não seriam mais uma preocupação, pois você se veria num ambiente completamente diferente do anterior. A primeira coisa que sentiu foi o frio congelante, que açoitou sua pele arrepiando-a. Então os longos pilares rachados. Os destroços. As ruínas... E imenso simbolo de Valkaria pintado no chão destruído. Ao prestar a atenção ao redor, viu as crianças que trouxera, levitando e sendo levadas para um corredor, envoltos em globos de luz brancos*

???
Imagem
- Como desejado, mestre Ibelin, eu ajudei. Eles serão bem cuidados. Agora. Se me permite a insolência, mestre...


*Ajoelhou-se*

???
Imagem
- Poderia me salvar?


O que você faz?

Tribo Scarlata


- MUNDO DE ARTON: GRUPO MADEIRA DE TOLLON (on):Angra Cabelos de Fogo
- MUNDO DE ARTON: GRUPO AÇO-RUBI (on): Jihad das Areias Vermelhas
- MUNDO DE ARTON: GRUPO JADE (on):Sr. Fuu
- JOHNVERSE: PRESA DE FERRO (on): Jinx - Cruzado da Ordem dos cabeças de Dado
- JUDASVERSO: CRÔNICAS DA TORMENTA (on): Nagamaki no Gouka!
- FUI REENCARNADO COMO MONSTRO (on): Gizmo
- OUTONO (on): Sandman

Avatar do usuário
Kaidre
Mensagens: 5796
Registrado em: 11 Dez 2013, 14:40

Rasalgheti Solaris, O Fênix Negra

Mensagem por Kaidre » 29 Mar 2018, 12:14

Linus questionou o imortal sobre o objeto que foi ordenado a investigar. O guerreiro apontou para o graveto e sussurrou aos ouvidos do mago.
Rasalgheti Solaris
Imagem
- Trata-se daquele punho de espada vermelho como a Tormenta. Aliás, foi realmente forjado por ela. Mas tome cuidado. Pessoas de pouco intelecto enxergam apenas um graveto.
Em seguida vem todo o discurso sobre um general supremo e estratégia para enfrentar a cidade. Não ser indicado como general o r ria deixado chateado, mas logo lembrou que não era nativo de Yuden
Rasalgheti Solaris
Imagem
- Com todo o respeito Shivara, mas eu não respondo a ninguém senão aos bons Deuses. Sou um defensor dos fracos e oprimidos e tenho por dever proteger toda Arton da ameaça que for. Se querem minha espada, podem contar com ela, mas não pensem que vou me curvar ou seguir qualquer ordem que vá contra tudo que acredito, defendo e represento.
Ele falava alto, chamando a atenção de todos ali presentes. Sua posição a respeito da ordem de comando era clara. Estava decidido.
Rasalgheti Solaris
Imagem
- Agora, a respeito da estratégia. Por que não realizarmos as duas. Podemos criar uma distração para impedir que a cidade avance. Talvez trincheiras para prender suas pernas. Com magia deve ser relativamente fácil de realizar e temos um arquimago de grande competência entre nós. Precisaremos de um exército competente e bem organizado que possa enfrentar as hordas que serão lançadas de DIS, além de um comandabte competente para inspira-los. Não conheço exército melhor que os lanceiros comandados pelo infante de Kalevala. Já para a infiltração um grupo pequeno liderado pelo homem invisível que pode acabar com qualquer inimigo em um ataque letal e preciso. Contra demônios isso não funciona, mas se há somente uma vida dentro da cidade, ficar oculto para sua segurança interior já é o suficiente.
Ele sorri.
Rasalgheti Solaris
Imagem
- Mas claro, eu prefiro descer o braço nela até destrui-la. Mas eu posso.
Depois sua expressão tornou-se seria novamente.
Rasalgheti Solaris
Imagem
- Tenho somente mais duas perguntas de extrema importância antes de ir. Como descobriram que a cidade se chama DIS e o que significa?
Após obter sua resposta, o paladino dá de costas para todos e antes de saltar pela janela convida quem tiver interesse em se juntar a ele.
Rasalgheti Solaris
Imagem
- Sigam-me os bons!
Por bons, ele não se referia as pessoas boas, mas sim a qualquer um ali presente que se considerasse bom o bastante para enfrentar esse inimigo sem recuar. O convite era apenas para os que tinham condições de enfrentar tamanho perigo. No entanto, antes de sair ele se detém e volta seu olhar para a Imperatriz.
Rasalgheti Solaris
Imagem
- A propósito, Shivara, geralmente eu não dou a mínima para idiotas, mas quando esses idiotas começam a prejudicar pessoas boas, eu me vejo obrigado a intervir. No momento, tenho um problema maior em mãos e não tenho tempo a perder, então vou apenas alertá-la. Acho que deveria reconsiderar sua escolha de general comandante supremo ultra mega blaster qualquer coisa. Esse teu escolhido vai contra todos os ideias que defendi por toda a vida, defendo até hoje e continuarei a defender pelo resto da vida. Os fins não justificam os meios. Não adianta fazer um bom caminho e não obter resulta e nem obter resultado por um mal caminho. Então recomendo que pense bem antes de colocar a vida de tantos soldados nas mãos desse cara. Se quiser mais detalhes, é só perguntar aos outros.
Dito isso, partiu.
Ras ainda pretendi ir em direção de enfrentar o inimigo. Nem que sozinho. Porque ele pode.
Gasto PM para usar Patrono se achar necessário.
Editado pela última vez por Kaidre em 30 Mar 2018, 20:57, em um total de 2 vezes.

Avatar do usuário
Tiagoriebir
Mensagens: 845
Registrado em: 27 Ago 2015, 12:55
Localização: Porto Alegre, Namalkah

Re: WERRA ATACA! - EPISÓDIO 6: CIDADE DE DIS!

Mensagem por Tiagoriebir » 29 Mar 2018, 14:37

Eu preciso de uma bebida, foi o primeiro pensamento que ocorreu a Ibelin. Despertou na mesa de operações do maldito Dr. Ethelgran há o que? Meia hora?
E muitas coisas aconteceram neste pouco tempo. As coisas estavam tão confusas que até vontade de beber água havia lhe ocorrido. Precisava se acalmar. Mas não agora. Havia este lugar, esta... criatura à sua frente.

— O que... Onde estamos? Esta é a Torre dos Libertadores? Você nos trouxe para as Uivantes?

Engoliu em seco e observou a figura à sua frente. Não tinha dúvidas de que era um espírito mas, o mais estranho era a inexplicável sensação de familiaridade que sentia com aquela criatura.

— Agradeço por ter ajudado com as crianças, mas corte esse papo de mestre. Olha... eu tenho a impressão de que já te conheço, mas não consigo me lembrar exatamente. Quem é você? O que quer dizer com te salvar?
Tentando usar a parte colorida da massa cinzenta.
https://twitter.com/tiagoriebir

PurpleLilium
Mensagens: 7
Registrado em: 06 Fev 2018, 16:52

Re: WERRA ATACA! - EPISÓDIO 6: CIDADE DE DIS!

Mensagem por PurpleLilium » 30 Mar 2018, 21:50

WERRA ATACA! - EPISÓDIO 6: CIDADE DE DIS!
O rosto dela tomba de lado e pisca. Parece confusa.
???
Imagem
- Não entendo. Se você é meu mestre, como posso cortar isso de mestre, mestre? E sim é a torre, não me reconhece? Você já adormeceu tantas vezes dentro de mim. Mestre, não se lembra mesmo?
Além de não saber se expressar muito bem ou ser muito boa com as palavras, ela fala como se fosse óbvio quem era. Se levanta e se aproxima. Flutua alguns centímetro até o rosto ficar próximo dele. Ela então parece entender algo, como se tivesse acendido uma lâmpada acima de sua cabeça. Manteve a expressão (ou seria inespressão) sonolenta e quase desanimada
Fortress
Imagem
- Eu sou Fortress, mestre. F-O-R-T-R-E-S-S. Fortress, a fortaleza dos libertadores. E eu vou ser atacada. Repito minha pergunta, poderia me salvar, por favor, mestre?
Se ajoelhou de novo e bateu a testa no chão. Não sabia medir o nível de submissão.

Responder

Voltar para “DICE WORLD'S”